Depilação íntima: um método para cada tipo de pele

Cera, lâmina ou creme depilatório? Saiba qual é o melhor para você

depilacao-intima-cera-bh-mulher
Thinkstock

 

Cada vez mais mulheres são adeptas da depilação íntima total ou parcial. O primeiro passo para garantir o sucesso do procedimento é escolher o método de depilação que mais combina com o seu tipo de pele e seu estilo de vida. Independente da opção, investir em bons produtos e em cremes calmantes é essencial para que manter a sua pele lisinha, hidratada e longe de irritações.

 

Leia também:
– Cuidados com a pele no inverno;
– Máscara caseira para pele oleosa combate cravos e espinhas;
– Cinco erros na hora da depilação;

 

Métodos de depilação

Lâmina

Esta é a maneira mais rápida e barata de remover os pelos, mas também a mais agressiva, pois pode resultar em cortes e irritações da pele. Além disso, o intervalo entre as depilações é pequeno: em cerca de dois dias já é possível notar o crescimento dos pelos, o que pode provocar bastante coceira na região da virilha.

Se você optar por este método, use um aparelho de depilar de qualidade e novo, de preferência com três lâminas ou mais e realize o procedimento no banho com o auxilio de um creme ou espuma de depilação.

Cremes depilatórios

A técnica é bastante útil para as mulheres que não querem sentir dor, mas é preciso testar o produto antes e, se possível, comprar um específico para a região pubiana. O problema é que, assim como a lâmina, os pelos começam a crescer rapidamente, praticamente no dia seguinte à aplicação.

Cera quente

A depilação com cera é a mais recomendada, por ser menos agressiva do que a lâmina e durar mais tempo. A cera quente dilata os poros, facilitando a saída dos pelos e deixando a pele lisinha.  O intervalo entre uma sessão e outra depende do tipo de pele de cada mulher e pode ficar entre 15 e 30 dias.

Outra vantagem é a existência de ceras específicas para cada tipo de pele, o que diminui o risco de irritações e ameniza a dor na hora de puxar os pelos. Se você optar por procurar um salão especializado, observe a higiene do local e nunca use cera reutilizada, pois existe risco de contaminação e transmissão de bactérias.

Cera de maracujá

Desenvolvida para peles delicadas e pelos finos. O extrato de maracujá acalma e hidrata a pele durante e após o procedimento.

Cera de mel e própolis

Combinação ideal para quem tem propensão a pelos encravados. O mel e o própolis ajudam a hidratar, além de terem ações anti-inflamatória e secativa.

Cera de algas marinhas

Ideal para as mulheres que têm o pelo mais grosso. Os ativos da alga são mineralizantes, que auxiliam na regeneração da pele.

 

Fonte:www.bolsademulher.com.br

Deixe o seu comentário